A empregada doméstica tem 38 anos, é casada e tem uma filha de 13, e toda a família está sendo ameaçada porque o homem está querendo um relacionamento amoroso com a vítima e se sente rejeitado por ela negar

Uma moradora do bairro Vila Cristina, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, está sendo ameaçada de morte há uma semana por um homem que não conhece, mas que ela aceitou como amigo no Facebook.

A empregada doméstica tem 38 anos, é casada e tem uma filha de 13, e toda a família está sendo ameaçada porque o homem está querendo um relacionamento amoroso com a vítima e se sente rejeitado por ela negar e dizer que ama o marido.

O homem não para de telefonar para a vítima e são dezenas de mensagens de texto. Uma delas diz: “Vou beber o seu sangue”. Outra mensagem fala: “Você vai se arrepender. Vou achar você e fazer de você uma peneira”. A vítima conta a sua vida virou um inferno. “Vou atrás de você até o inferno”, ameaçou o desconhecido.

“Aceitei o convite do rapaz que eu não conheço para ser meu amigo no Facebook e a gente conversou normal. Ele começou a me perseguir e as coisas saíram fora do controle. Ele está querendo ter um caso comigo e eu falei: ‘sou casada, não posso ter um caso com você’. Aí, ele fica telefonando, mandando mensagens para mim, falando que eu estou com outro homem, que tenho outro amante. Fica perturbando meu marido, mandando mensagens para ele”, conta a vítima.

Segundo ela, o homem conseguiu o número de telefone dos seus parentes também no Facebook e criou até um perfil falso para enviar convites de amizade. Em um deles, o homem usou o nome de Paloma. “Mandou mensagens para todos os meus amigos. Meu irmão não sabia de nada e aceitou a amizade”, conta a mulher.

Somente nessa quinta-feira (9), a mulher recebeu 187 ligações do desconhecido e dezenas de mensagens de ameaça. “Fora as ameaças que ele fez para a minha filha. Nessa quinta, ele mandou mensagem no meu celular falando que estava no bairro e que tirou uma foto da minha filha e que era para eu atender ele. Entrei em pânico. Liguei para a minha mãe e ela procurou a minha filha, até encontrá-la. Graças a Deus, ela estava bem. Mas, ele continua perturbando”, contou a mulher, mostrando a mensagem: “Olha a foto da sua filha tirada hoje no seu bairro. Olha lá no meu zap”. A vítima conta que olhou e que não havia nenhuma foto. Somente durante a entrevista ao Portal O TEMPO, na manhã desta sexta-feira (10), ela recebeu dez chamadas e duas mensagens de texto com ameaças.

A doméstica conta que bloqueou o homem no seu Facebook, mas ele não desiste. “Está me perturbando há uma semana. Eu falei com ele que quero só amizade, mas ele diz que não quer amizade comigo, que ele sentiu atração por mim, que amou tanto as minhas fotos que agora ele tem que resolver de outra forma”, disse a vítima. “Mandou o convite de amizade do nada, gostou das minhas fotos e queria ter uma amizade comigo, de forma que eu aceitei essa amizade. Agora, é só transtorno”, reclama.Cidades - Betim - Minas Gerais Mulher e sua família sao ameaçadas via mensagem no telefone  Foto: Uarlen Valerio / O Tempo 10/11/2017

 

Ela conta que não consegue nem dormir direito preocupada com a segurança dela e da família. “Minha vida está um inferno danado. Ele faz um mapa da localização, como se tivesse perto de mim, mas eu e o meu marido olhamos e o lugar não procede”, conta. “Meu marido não está com ciúmes. Ele confia em mim. Nunca tive amante. Eu não quis nada com esse rapaz e não quero nada com ele. Meu marido sabe disso”, disse a mulher, que estava aparentemente nervosa, trêmula e olhava para os lados enquanto conversava com a reportagem, enquanto aguardava a delegacia ser aberta para registrar queixa.

“Estou passando até mal de tanto medo que estou. Estou aqui parada e não sei se ele pode aparecer. Ele falou comigo que se eu não ficar com ele eu não vou ficar com mais ninguém, que vai meter bala. Estou tensa demais, você não tem noção. Ele pode surgir a qualquer momento”, disse.

Cidades - Betim - Minas Gerais Mulher e sua família sao ameaçadas via mensagem no telefone  Foto: Uarlen Valerio / O Tempo 10/11/2017

O perfil do homem no Facebook ainda está ativo. Ele se identifica como morador de Ipatinga, mas a vítima acredita que ele está por perto. O homem torce pelo Cruzeiro e tem várias fotos com jogadores no Mineirão.

A dona de casa disse ter aprendido a lição e que agora não aceita mais desconhecidos como amigos nas redes sociais. “Aprendi. Nunca mais. Eu me arrependi profundamente”, reforça.

Na manhã desta sexta, a mulher procurou a 1ª Delegacia da Polícia Civil do bairro Jardim Teresópolis para registrar boletim de ocorrência. O caso dela será encaminhado à Delegacia Especializada de Crimes Cibernéticos, que vai tentar identificar a origem das mensagens e chegar ao autor.

“Só quero uma providência. Do jeito que está não está dando. Estou muito assustada, apavorada. Eu saio de casa para trabalhar e fico olhando para os lados. Fico em pânico. Eu não sei se ele está me seguindo”, conta a doméstica.

Nessa quinta, ela e o marido procuraram uma delegacia da avenida Augusto de Lima, em Belo Horizonte, mas, segundo ela, foram encaminhados para a Polícia Civil de Betim. O casal foi à unidade policial do centro de Betim e, mais uma vez, foi encaminhado para a delegacia do Jardim Teresópolis, onde ela finalmente conseguiu registrar a queixa.

Jornal O Tempo

http://www.matipoweb.com.br/wp-content/uploads/2017/11/image-51.jpghttp://www.matipoweb.com.br/wp-content/uploads/2017/11/image-51-150x150.jpgJose RobertoGeralPoliciaUma moradora do bairro Vila Cristina, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, está sendo ameaçada de morte há uma semana por um homem que não conhece, mas que ela aceitou como amigo no Facebook. A empregada doméstica tem 38 anos, é casada e tem uma filha de 13,...